DESTAQUE

5 dicas de SEO básicas para otimizar o seu website

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

A nossa filosofia enquanto agência de performance digital é descomplicar os termos do mundo Digital e torná-los acessíveis a todos.

Otimizar o SEO de um website ao nível do top mundial não é complicado. Na verdade é bastante mais simples do que aquilo que parece. 

Comecemos, para quem está a iniciar, por explicar o que é o SEO? 

Na prática o SEO (search engine optimization) é um conjunto de regras que permitem aos motores de busca (Google, Bing, …) identificarem o conteúdo do seu site e avaliarem a qualidade do mesmo, a diferentes níveis.  Quanto melhores forem o conteúdo e a performance do seu site, melhor o seu ranking nas pesquisas orgânicas.

Uma boa performance de SEO não garante top3 no ranking de pesquisas, mas ajuda a ficar muito mais próximo, e poderão ver semanalmente subidas no ranking.

Dica 1: Avaliação da Performance Digital do seu Website

A primeira dica, é simples, para podermos melhorar temos de saber em que ponto nos encontramos, e temos de poder controlar os efeitos das alterações que vamos fazendo. 

Existem diversas ferramentas para o fazer, na Gigantic utilizamos o Semrush, mas sendo uma ferramenta poderosa é relativamente dispendiosa. 

Existem outras opções, que permitem obter bastantes informações nas versões gratuitas, como o Screamingfrog,.

Estes relatórios indicam claramente os pontos de melhoria, como se pode ver no exemplo em baixo do Blog da Agência Born

optimizacao seo
5 dicas de SEO básicas para otimizar o seu website 2

Dica 2: Estrutura de Conteúdos do seu Website 

Uma das coisas mais importantes é ter uma estrutura de conteúdos muito bem definida, utilizando uma estratégia conhecida como topic cluster, mas que na prática corresponde a uma organização por temas e sub-temas, da mesma forma que fazemos num artigo ou trabalho académico.

Tópicos principais > 

são os temas principais onde gostaríamos de estar melhor #rankeados”, e devem ser suficientemente latos. Por exemplo no website da Gigantic, o tema principal, é 

Performance Digital 

depois os tópicos principais são:

> Business Intelligence

> Paid-Media

> Inbound e CRM

> Leads

> Landing Pages

e depois dentro de cada um dos tópicos teremos subtópicos. 

É importante dizer que estes sub-tópicos tem que ter força suficiente para poderem ser desenvolvidos na forma de uma sub-página, um artigo de blog ou um video. 

Dica 3: Estrutura de Headings do Website e das Páginas

Aqui entramos numa parte ligeiramente mais técnica mas ainda bastante simples de executar.

Headings, são basicamente a estrutura de títulos dentro de uma página ou website. Quando criamos uma caixa de texto dentro do website, temos de dizer, se é H1, H2, H3, … H6 … 

é através das tags de heading, que o google percebe a hierarquia do conteúdo no nosso website. Por exemplo o título da página deve ser H1, os subtítulos H2, os sub-sub títulos H3, texto corrido de H4 para a frente, consoante as necessidades. 

Existem regras específicas para as quantidades de H´s que uma página deve ter. 

Por exemplo, H1 só pode existir um, H2, devem existir 4 ou 5 numa página, e por aí fora. 

Isto tudo parece-nos lógico num livro, e é exactamente igual num website. 

Dica 4: SEO Copy 

Talvez esta seja a regra de SEO que poderá fazer mais confusão aos lusófonos e a todas as pessoas com línguas de origem latina, onde somos ensinados que a repetição de palavras é uma coisa negativa. 

Basicamente qualquer página ou post de blog deve ter uma power keyword, que será aquela que queremos colocar nos rankings do google. 

Essa power keyword ou conjugação de keywords, deve ser bastante repetida no texto, por exemplo num artigo de blog, entre 5 a 10 vezes. 

É aqui que reside a mestria dos bons copys de SEO, como fazê-lo sem que pareça forçado? tem de parecer natural, e o leitor não pode ficar com uma sensação de repetição forçada. 

Dica 5: Optimizar o Tamanho de Imagens

Para tristeza de muitos designers o tamanho das imagens continua a contar para a performance dos websites. 

Felizmente existem diversas formas de optimizar o tamanho das imagens, através de plug-ins de wordpress Imagify ou através de sites como o Image Compressor

É importante também não esquecer de introduzir o Alt/ Descritivo de cada imagem, que deverá conter a nossa power keyword.

Por último e para quem não tenha tempo a perder com SEO, existe uma alternativa a todos estes passos, que é contratarem a equipa da Gigantic para o fazer 🙂

Se gostaram deste post ou se tiverem outras dicas simples comentem este post. 

Um abraço a todos.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email